VENTILADOR CENTRÍFUGO PARA BIOGÁS, GÁS NATURAL E GASES INFLAMÁVEIS

Os ventiladores centrífugos para biogás, gás natural e gases inflamáveis são dispositivos incluídos no Grupo II, conforme definido pela Diretiva 2014/34 (ATEX) categoria 2, e destinam-se a ambientes em que se manifestem com certa probabilidade atmosferas explosivas devido a gases, vapores, névoas ou poeiras em suspensão. Neste caso, sua construção será simplificada. Também para a versão destinada ao tratamento do ar, a execução está disponível para as Zonas 1 e 2, 21 e 22 da Diretiva Europeia 2014/34 /UE (ATEX).

A rotação do impulsor de paleta dá uma ação centrífuga ao gás aspirado, que é empurrado para fora até que saia para a voluta toroidal que, por sua vez, transporta o fluido em direção a um bocal de saída dos gases, de descarga.

A compressão do gás ocorre através do aumento da energia cinética que é dada ao fluido pelo rotor com pás e pela subsequente conversão desta energia cinética em energia de pressão na voluta de descarga.

Principais Vantagens

  • Não há peças deslizantes relativas durante a operação. Como não há atrito e, portanto, nenhuma lubrificação é necessária, o gás transportado não é poluído

  • Máxima simplicidade de instalação

  • Nível de ruído muito baixo

  • Ausência de vibrações

  • Ausência de pulsações no fluxo de gás tratado e ausência do fenômeno de bombeamento

  • Manutenção mínima

Aplicações

  • Sucção de biogás a partir de um medidor de gás, gás natural de uma rede ou medidor de gás e um queimador ou motor a gás

  • Sucção de gás de tanques ou plantas a serem limpos e enviados por maçarico ou queimador

  • Transferência de biogás da planta de produção para estações remotas de cogeração

TAGS: Ventiladores centrífugos para biogás, gás natural e gases inflamáveis, gases, vapores, névoas, poeiras, compressão de gás, atmosferas explosivas